Os tubos são aplicados das mais variadas formas, principalmente para a condução de fluidos, como nas instalações hidráulicas.

Por essa razão, os materiais empregados para a produção desses elementos são variados, sendo o aço uma das alternativas amplamente exploradas.

Por mais que existam divergências, de forma geral para a instalação, alguns dos fatores que devem ser considerados são:

  • Condições do local;
  • Características do que será transportado;
  • Resistência necessária;
  • Manutenção e vida útil da tubulação.

Na construção civil, por exemplo, o tubo quadrado é amplamente usado nas estruturas.

Além do mais, é um tipo de tubo normalmente produzido em aço carbono, um material que apresenta como principais atributos sua resistência e durabilidade. É importante citar que o tubo pode ser com ou sem costura, o que é um fator decisivo para o tipo de finalidade.

A opção com costura é submetida a soldagem no processo de fabricação, ou seja, as extremidades são unidas por meio da intervenção de calor e equipamentos específicos para tal finalidade.

Pode apresentar maior facilidade para a higienização e maior praticidade relativa em relação a logística. Já o sem costura, diferentemente do anterior, sua fabricação não ocorre por meio da chapa de metal, mas por cilindros de aço.

Esses cilindros são submetidos ao processo de aquecimento para que possam ficar ocos e serem perfurados com maior praticidade.

Sendo assim, a principal diferença, é que não ocorre o processo de soldagem, o que viabiliza o uso para a canalização de outros materiais com potencial para gerar pressões.

Por essa razão, são empregados predominantemente onde há exigência de que grandes esforços sejam gerados.

Aspectos do tubo de aço inox

Uma das principais características do tubo de aço inox é a conformabilidade, ou seja, a facilidade que o aço inoxidavel apresenta para ser trabalhado.

Por esse motivo, é uma alternativa muito versátil, assim como outros tipos de aço. Além disso, sua constituição consiste em uma liga de cromo e ferro, podendo também contar com molibdênio e níquel.

Com grande resistência a oxidação, os tubos de aço inox podem ser com ou sem costura, quadrados, redondos e retangulares.

Já no que diz respeito as aplicações, os tubos podem ser destinados aos trabalhos em altas temperaturas, como aquecedores, caldeiras e trocadores de calor.

Outros tipos podem suportar a condução de líquidos com alto potencial de corrosão e temperaturas baixas.

O que é tubo galvanizado?

Diferentemente de outros tipos de tubos, o tubo galvanizado é submetido a um processo que recebe o nome de zincamento, onde uma camada interna e/ou extra externa é adicionada em um procedimento com alta temperatura.

Basicamente, o processo corresponde a imersão a quente das chapas de aço e posteriormente, o produto recebe a soldagem, que é efetuada para promover uma resistência melhor e homogeneidade ao material.

Os tubos podem ser de diferentes formatos e tamanhos, como retangulares, oblongos e quadrados. Além disso, é um tipo de tubo amplamente utilizado na construção civil, instalações hidráulicas, elétricas, postes de iluminação, traves de campos esportivos, barras de portões e cercas, entre outras possibilidades.

Conheça os tubos de PVC e alumínio

É interessante abordar as aplicações e características do tubo PVC e do tubo de aluminio, pois representam o quão distintos esses elementos podem ser.

No caso dos tubos de PVC, são utilizados essencialmente para o transporte de esgoto e água potável. Entre as principais vantagens oferecidas pelo material, é válido citar a ausência de ruídos indesejáveis e a temperatura correta da água.

No entanto, para água quente, outros materiais são recomendados, devido a maior exigência ao impacto e pressão.

Já no que diz respeito aos tubos de alumínio, apresentam um desempenho favorável para a condução de água quente e gelada, nitrogênio e ar comprimido.

Normalmente são empregados em sistemas de irrigação, produção de equipamentos agrícolas, instalações elétricas e até mesmo para a produção de móveis.

As vantagens desse material estão relacionadas principalmente a durabilidade e leveza, promovendo facilidade no manuseio e transporte.

Por mais que os tubos apresentados ao longo do texto disponham de diversos benefícios, é válido abordar que todos exigem cuidados básicos em suas respectivas aplicações, como manutenção, higienização e substituição quando necessário.

Cada um desses processos deve ser efetuado por um profissional devidamente preparado, evitando assim acidentes e prejuízos devido a materiais ou métodos inadequados.