A sede de uma empresa é muito mais do que o local onde os funcionários realizam o seu trabalho: sua decoração funciona como cartão de visitas do estabelecimento.

Por conta disso, é essencial garantir que a sua decoração emane uma aura profissional, de modo a impressionar visitantes estratégicos, tais como clientes, investidores e colaboradores em potencial.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, isso está longe de ser impossível. Basta ter em mente que, além de escolher móveis bonitos e adequados à atividade que é realizada no espaço, é interessante escolher materiais de acabamento que o valorizem a decoração.

Assim, além de impressionar visitantes, o local ficará mais agradável, o que, em última análise, faz com que os seus funcionários sejam mais produtivos.

Quer mudar a decoração da sua empresa, mas não sabe por onde começar? Então continue lendo e confira algumas dicas de acabamento para dar a ela o ar profissional que ela tanto precisa para ser um sucesso:

  1. Pisos resistentes

Há quem pense que a escolha de um piso é uma mera questão de estética e decoração. Isso, porém, não é verdade: ao selecionar um revestimento para sua casa ou estabelecimento, também é muito importante analisar o fluxo de pessoas do local e cruzar essa variável com a resistência de cada material.

Como as empresas costumam receber muitas pessoas em um dia, recomenda-se que seus proprietários invistam em um revestimento durável e resistente. Entre os mais indicados, estão:

  • Piso de madeira;

  • Piso de porcelanato;

  • Piso vinílico;

  • Piso epóxi.

Vale ressaltar que, por mais que todos esses sejam materiais muito resistentes, apenas um deles pode ser reparado em caso de dano: a madeira. Basta lixá-la e, em seguida, aplicar uma resina específica, de modo que o revestimento fique aparentando ser novo.

Apesar disso, é preciso ter em mente que, ao investir na reforma de piso de madeira, é fundamental que ela fique nas mãos de um profissional. Do contrário, o procedimento pode ser mal executado, o que, por sua vez, fará com que o resultado na decoração seja ruim.

  1. Sancas

Quem pensa que o teto é um elemento que jamais pode contribuir com a decoração do ambiente está errado: é possível usar um acabamento diferenciado que, por sua vez, gerará um excelente apelo estético para o ambiente.

Uma das opções mais populares são as sancas: normalmente feitas de gesso, elas podem ter um efeito puramente estético ou mesmo servir como elemento para rebaixar a o pé direito quando isso for necessário.

Vale ressaltar que, apesar de poucas pessoas saberem disso, não há um único modelo de sanca no mercado. Por exemplo, nas sancas abertas, a abertura da moldura fica voltada para fora.

Além de isso criar um efeito estético diferenciado, esse aspecto permite que haja pontos de iluminação embutidos na sanca.

Já no caso do modelo fechado, a abertura não fica visível para quem passa pelo local. Por conta disso, ela serve apenas como elemento decorativo, não possibilitando a instalação de pontos de iluminação em seu interior.

  1. Divisórias em drywall

Como grande parte das empresas funciona em espaços alugados, há grandes limitações a respeito da adaptação do espaço para as necessidades da empresa.

Muitas vezes, os proprietários do local criam uma série de limitações, como a proibição de que os inquilinos mudem a planta ou a estrutura do espaço.

A boa notícia é que existem recursos para dividir o espaço sem infringir as regras do contrato de locação. O principal deles é usar gesso acartonado – ou seja, divisórias de drywall – para criar pequenos cômodos no interior do ambiente.

Apesar desse ser um item leve e barato, ele é um excelente isolante térmico, além de permitir a instalação de portas, janelas e, até mesmo, fiação elétrica. Deste modo, ele não fica devendo nada em relação às paredes tradicionais, feitas com alvenaria.

  1. Toldos e coberturas

Muitas vezes, uma empresa também conta com um espaço externo. Por mais bem-vindo que ele seja, é preciso tomar medidas para que ele possa ser usado mesmo que chova. Mais uma vez, há recursos para tal, como o uso de uma cobertura de lona.

No caso de um toldo para garagem, por exemplo, ela protege a lataria dos veículo dos efeitos do tempo, fazendo com que ela dure mais. Assim, é muito indicado que esse item esteja presente no estacionamento, para maior comodidade dos clientes.

Além disso, há modelos de toldos que são verticais, protegendo contra o vento e a chuva, caso ela venha de forma inclinada: o toldo cortina. Por conta disso, seu uso é extremamente indicado em sacadas.