Seja para a instalação de tubulação de gás ou para instalação de qualquer peça eletrônica, é imprescindível a instalação de uma boa rede elétrica e manutenção.

Se não houver planejamento adequado é bem provável que as tomadas e os locais que ficam as partes elétricas fiquem em locais errados ou de difícil acesso.

Isso acontece, porque não ocorreu um projeto elétrico eficiente. E também porque esses projetos não seguiram as recomendações encontradas nas normas.

Para que todas as necessidades elétricas sejam atendidas, é preciso verificar as normas de instalação eletrica e também atender a toda uma legislação, além de contratar um profissional adequado e bastante experiente em instalações residenciais.

O projeto elétrico residencial

Para que a instalação elétrica ocorra de forma certa e pontual, e que não venha a dar problemas no futuro, é necessário a formulação do chamado projeto elétrico residencial.

Esse projeto nada mais é que uma representação gráfica e também escrita de todas as futuras instalações do projeto, é onde serão definidos os seguintes pontos:

  • Lugares das tomadas;
  • Pontos de iluminação;
  • Interruptores;
  • Circuitos elétricos;
  • Posição do quadro de luz e dispositivos de segurança.

Todo esse planejamento é dado tendo em vista a quantidade de equipamentos eletrônicos e também da necessidade de iluminação dos cômodos.

Fora isso, as fontes de energia também são definidas e tudo é norteado pela NBR 5410, que é uma norma regulamentadora que trata sobre as instalações de baixa tensão.

Importante salientar que o projeto elétrico visa as necessidades dos clientes, isto é, sempre será veriguado quantos equipamentos serão ligados naquele cômodos, os tipos e as voltagens.

Também leva em consideração ambientes em que mais de uma pessoa frequenta, permitindo assim que o projeto elétrico contemple mais pontos de tomadas, iluminação e de fonte de alimentação.

Com o projeto elétrico é possível ter uma visão completa de como serão as instalações elétricas dentro da casa. Assim, caso as luzes ali postas inicialmente não forem suficientes, é possível alterar antes que o projeto feche, pois, caso contrário não conseguirá realizar a mudança.

Além do mais, o projeto elétrico não contempla apenas os espaços internos, mas também a chamada instalação elétrica externapara o uso em área de lazer, churrasqueira e dentre outros.

Manutenções elétricas

Além da instalação elétrica de qualidade que é posta em prática depois de uma minuciosa forma no plano elétrico, é hora então de se preocupar com essas instalações.

Com preocupações estamos falando nas manutenções relacionadas a esse ramo, com o intuito de preservar e garantir segurança ao máximo para você e quem mora junto.

Existem três tipos básicos de manutenção elétrica: que é a manutenção preditiva, manutenção corretiva e manutenção preventiva.

Esses três tipos de manutenção existem para suprir variadas demandas. Falaremos melhor sobre cada uma delas abaixo.

Manutenção corretiva

A manutenção elétrica corretiva é aquela onde a instalação elétrica tem um problema e precisa de cuidados urgentes, de modo que esses problemas se não resolvidos resultam em riscos eminentes para segurança dos usuários da edificação e/ou também de perdas materiais importantes.

Há duas condições para garantir que essa manutenção é precisa, é quando de primeiro momento há o monitoramento pela equipe de manutenção preditiva (que veremos abaixo).

A segunda é quando não se sabe onde está o problema, mas tal situação está afetando todo o sistema elétrico, em alguns casos interferindo até mesmo no gerador de energia solar residencial.

Nesse caso, é chamado o profissional eletricista e ajuda a identificar o problema e então corrigi-lo. O eletricista é essencial para esse tipo de trabalho.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva da rede elétrica é aquela que ocorre mesmo sem a rede apresentar problemas, de modo que encontrando algo já o resolve, impedindo de haver a chamada manutenção corretiva.

Verifica-se nessa manutenção o funcionamento dos equipamentos, a presença de fios mal encapados, desgastes e outros. Assim, que é visto o problema já é corrigido.

Manutenção preditiva

Esse tipo de manutenção é mais usada na indústria, o objetivo é o monitoramento do funcionamento dos maquinários e entender o seu comportamento ao longo do tempo.

Com o monitoramento, os técnicos conseguem identificar quando poderá ocorrer a manutenção e em que parte, para que então a produção não tenha que ser interrompida.

Dessa maneira, podemos perceber que tanto o planejamento quanto a manutenção elétrica são importantes para garantir segurança em todo o processo.