serviço de pedreiro é permeado por uma série de conhecimentos técnicos e teóricos que fazem parte das atividades diariamente executadas nos canteiros de obras.

Dessa forma, esses profissionais utilizam recursos como ferramentas e materiais diversos para a promoção de uma estrutura segura e coerente com o projeto.

É importante, nesse contexto, entender um pouco mais sobre alguns materiais empregados e também sobre os aspectos mais importantes a serem definidos logo nas primeiras etapas da construção.

No artigo que você acompanha a seguir, confira dicas imperdíveis sobre o tema e saiba quais são as estruturas mais importantes no setor da construção civil quando estamos falando da base de uma edificação.

Materiais indispensáveis

Alguns materiais estão sempre presentes nos canteiros de obra, em geral, promovendo uma série de soluções para as mais variadas demandas do cotidiano desse setor.

Você certamente já passou por um canteiro de obras e percebeu que a presença de areia e pedra é praticamente uma regra, não é mesmo?

Isso porque esses dois tipos de materiais são a base para a produção de diversas estruturações, sem falar nas composições de outros materiais que surgem de diferentes combinações possíveis.

É nesse contexto, por exemplo, que os pedreiros devem ter a capacitação necessária para saber como misturar os materiais e atender às variadas demandas da obra.

A pedra utilizada é também conhecida como brita e pode ser classificada tanto com o número 0 (zero), que é um tamanho menor, também chamado de pedrisco, ou com o número 1 (um), que é o tamanho mais empregado.

Já a Pedra brita branca tem muita utilidade em procedimentos paisagísticos, de modo que pode ser encontrada em jardins, varandas, quintais, garagens, etc.

A areia pode ser adquirida em diferentes quantidades, sendo ideal contar com material de procedência conhecida, o que vai aumentar a qualidade dos procedimentos.

Em casos de reformas ou pequenos reparos, por exemplo, é possível encontrar areia ensacada, o que promove mais economia e praticidade.

Ripas

As ripas são estruturas compridas e estreitas que têm a função de “colunas” que sustentam as cargas empreendidas pela cobertura da obra.

É por isso que, logo nas primeiras etapas da construção, é necessário levar em conta o tipo de teto e telhado que será instalado posteriormente, pois é isso que vai gerar uma base forte o bastante para lidar com as exigências do projeto.

Ripa de madeira exerce um papel fundamental nesse contexto, pois ela sustenta o peso da cobertura e, portanto, deve ser de qualidade garantida.

No geral, é possível encontrar ripas de aço, que também conferem uma gama de vantagens importantes. Para quem busca conciliar praticidade com segurança, as ripas de compensado são ideais por sua leveza.

Podemos, portanto, apontar os seguintes benefícios do uso correto das ripas na obra:

  • Sustentação segura da cobertura;
  • Estruturação completa;
  • Praticidade e resistência;
  • Qualidade e alto desempenho.

Telhado

Já o telhado pode ser composto de diversas formas, por isso, em primeiro lugar, é importante observar as preferências do cliente e como o projeto foi desenvolvido, de modo a gerar os resultados mais satisfatórios.

Para quem ainda está no processo de escolher um entre os diversos modelos de telhado, vale a pena consultar profissionais da construção civil para que eles possam instruir sobre as melhores soluções com base nas características da edificação.

No geral, a chamada telha sanduiche é ideal para quem busca facilidade e segurança ao mesmo tempo, em deixar de lado as demandas estéticas e de resistência, é claro.

Isso porque o desempenho de encaixe desse tipo de telha proporciona uma sustentação muito mais firme e resistente a ventos, chuvas, etc.

Sem falar que o modelo sanduíche dispçoe de telhas que oferecem uma série de vantagens relacionadas à composição visual e também com a durabilidade, que é igualmente importante.

Entre os principais tipos, a Telha francesa se destaca pelo charme e pela facilidade de instalação, apresentando benefícios como:

  • Estrutura robusta;
  • Durabilidade;
  • Eficiência energética;
  • Resistência a intempéries.

O mais importante, além de contar com materiais de qualidade e fornecidos com pontualidade, é estar sempre atento às inovações que surgem constantemente no setor da construção civil. A mão de obra qualificada e treinada também é um aspecto que certamente vai influenciar na qualidade final da obra.