Após a revolução industrial muitos ramos dispararam em crescimento e a construção civil não ficou de fora. Hoje, a área apresenta uma curva de crescimento bem gradual. Como efeito disso, existem várias instalações a serem feitas nesse ramo, desde pequenas mudanças envolvendo a segurança até grandes instalações elétricas.

A construção civil, por ser um ramo da engenharia que conquistou o mercado pela sua eficácia, tem desenvolvido vários sistemas para a segurança e para manter as suas estruturas em perfeito funcionamento, sem a presença de problemas que venham a dificultar a vida das pessoas. Neste artigo vamos conhecer alguns tipos de instalações desse ramo.

Ar condicionado

Inventado em 1902 o ar condicionado é um aparato que se tornou parte de qualquer indústria ou negócio, sendo para algumas um aparelho vital.

Esse equipamento se popularizou muito pela sua necessidade no ramo médico e depois se tornou muito usual em residências com o intuito de trazer mais conforto.

Durante uma construção, assim, é necessário pensar nesse tipo de instalação para proporcionar mais bem-estar, além de garantir a qualidade de muitos itens. Confira abaixo alguns modelos deste equipamento:

1. Ar split

ar condicionado split funciona de uma forma simples. Os seus componentes são divididos em duas partes e, por isso, recebe o nome “split”).

A evaporadora, um dos componentes,  é a responsável por circular o ar resfriado dentro do ambiente.

Vale frisar que, para o pleno funcionamento, esse equipamento deve ser instalado de forma a pensar no comportamento das pessoas do local e ser posicionado de forma estratégica.

O outro componente é o motor, instalado na parte externa e que tem como função recolher e resfriar o ar para então distribuí-lo na parte interna por meio da evaporadora.

Esse é o modelo mais utilizado entre os ar-condicionados, isso se deve a gigantesca gama de splits disponíveis no mercado, que respondem perfeitamente a necessidade de qualquer ambiente.

higienização de ar condicionado split deve ser feita sempre de forma cautelosa para não danificar o aparelho e para manter o seu funcionamento de forma adequada. A recomendação é que seja feita periodicamente, de 15 a 20 dias.

Não é recomendado realizar a manutenção desse equipamento sem o devido conhecimento para executar o procedimento de forma correta. Sendo assim, é possível recorrer a empresas de suporte e manutenção.

2. Ar janela

Esse é um modelo tradicional. Diferentemente do item abordado no tópico anterior, esse tipo de ar necessita ser instalado na parede dando a saída para a parte externa e também para a parte interna do local, onde deverá circular o ar.

Unindo a evaporadora e o motor em uma única peça, surge a necessidade da instalação do ar parecendo uma “janela” – daí deriva o nome do equipamento.

Sua utilização é mais recomendada para locais pequenos como apartamentos e casas. Por ser mais compacto, entrega uma ótima relação de custo-benefício, fazendo com que seu preço seja menor em comparação a outros modelos.

Outro benefício é que o seu consumo de energia é bem baixo.

Projeto SPDA

Todas as construções estão sujeitas ao tempo e suas mudanças drásticas. Desse modo, essa é uma preocupação muito presente no ramo de construção.

Por conta disso, foi criado um projeto para conter os danos de possíveis cargas elétricas fortes e que possam vir a atingir a construção.

Os SPDA (Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas) são projetos extremamente necessários na construção civil. Isso porque, ele consiste, basicamente, na implementação de para-raios de forma eficiente.

A instalação desse sistema é feita para transitar toda a energia que atinge o para-raio até o aterramento, de forma a reduzir ao máximo os prejuízos elétricos e o risco para aqueles que frequentam o local.

Para executar um projeto spda é necessário seguir as recomendações da ABNT (Agência Brasileira de Normas Técnicas), para obter o máximo de aproveitamento possível.

Além desse tipo de projeto contra descargas elétricas existem outros pontos que merecem atenção para a execução de uma construção sem problemas na segurança. Confira outras medidas para seu estabelecimento abaixo.

Laudos AVCB

O laudo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) tem como objetivo a vistoria na construção a fim de identificar falhas no projeto que possam vir a causar incêndios. Essa é uma vistoria feita minuciosamente no local.

Vale destacar que esse auto é necessário para colocar qualquer construção em funcionamento e, sem a aprovação do corpo de bombeiros, nenhum comércio, estabelecimento e prédio pode iniciar suas funções.

Esse auto conta com várias inspeções a nível estrutural, técnico e organizacional.

De modo geral, o lau  se faz obrigatório nos seguintes casos:

  • Reformas ou construções;

  • Mudança do foco de trabalho ou da forma de uso;

  • Construções que não sejam fixas (eventos, circos e etc);

  • Áreas que apresentem algum risco estrutural;

Para entender a necessidade – ou não – dessa vistoria na sua construção, verifique com o corpo de bombeiros. Vale ressaltar que é preciso fazer a renovação de avcb periodicamente, pois o laudo tem a duração de 1 a 5 anos e precisa ser renovado para manter as operações regulares.