A decoração de uma residência deve ser feita com a combinação de itens, que vão desde os móveis instalados nos ambientes, até o material usado para cobrir as paredes e o tipo de piso que será usado no chão.

Tanto os móveis de suporte, como estantes e armários, quanto os de assento, como sofás e camas, também devem seguir um padrão de decoração, que esteja em harmonia com os objetos de uma residência.

Os materiais de construção, principalmente aqueles relacionados a acabamento, também ajudam na composição decorativa.

Desde as cores das tintas nas paredes e, até mesmo quando são utilizados os tijolos à vista, sem um acabamento aparente, tudo deve ser pensado. Afinal, além do design isso que irá definir a necessidade e forma de manutenção da obra.

Cômodos residenciais diferenciados

Como o mercado da construção civil oferece uma gama de produtos, entre pisos e revestimentos, que podem ser utilizados nos mais diferentes cômodos, é preciso decidir por um modelo que comporte os ambientes.

É possível seguir tendências do mercado, que se atualizam de forma constante. Também há modelos que se aproveitam da tecnologia, para adequar os padrões de ambiente, se utilizando de materiais recicláveis e que aplicam a sustentabilidade ao projeto arquitetônico.

Na área interna, há diversos pisos que podem ser utilizados para os diferentes cômodos, dando preferência àqueles que proporcionam um conforto térmico, nas salas, quartos e escritórios, como laminados e pisos de madeira, ou aqueles que suportam melhor a umidade, como cerâmica industrial.

A cerâmica é uma tendência em ambientes como banheiros, cozinhas e áreas de serviço. Até mesmo as varandas e espaços gourmet se aproveitaram das técnicas aplicadas em indústrias, trazendo um novo conceito para o mercado residencial.

Com a facilidade de acesso a produtos diferenciados, os cômodos e ambientes ficam com características próprias, sem deixar os espaços com maior ou menor destaque, deixando as formas harmoniosas naturalmente, com passagens entre portas e balcões identificados por pedras, batentes e passagens em que se utiliza o vidro, aproveitando a iluminação natural.

No ambiente externo, é comum a aplicação de produtos que eram usados apenas na indústria, mas para manter a durabilidade e economizar na obra, pode ser encontrado nas residências.

Trata-se da tinta epóxi preço, que tem chamado a atenção de arquitetos e planejadores de ambientes. Suas qualidades justificam o uso em garagens, estacionamentos e quintais, pois suas características se destacam por:

  • Alta durabilidade e fácil aderência;
  • É impermeável e tem facilidade de limpeza;
  • Pode ser aplicado em piso, facilitando uma reforma;
  • Resiste a trânsito pesado, de veículos e pessoas.

A aplicação deste material também é incentivada para pisos superiores, como lajes de concreto, que não contam com a proteção de um telhado, pois é muito resistente às intempéries climáticas.

Em garagens e quintais que contam com um gramado, a instalação de um piso intertravado de concreto preço pode ser uma justificativa válida, pois seu custo pode ser muito menor do que cobrir todo o espaço com concreto armado.

Este tipo de piso permite que o escoamento de água de chuva seja feito de forma natural, impedindo a formação de poças d’água, sem interferir na fundação de qualquer construção.

Dividindo espaços internos

Algumas reformas não permitem que paredes sejam derrubadas e ambientes sejam readaptados. Por isso, principalmente em prédios residenciais, o uso de materiais de construção como solução para diversos problemas são amplamente incentivados.

Para a divisão entre uma sala de jantar e uma sala de estar, por exemplo, é possível adaptar uma parede em drywall, conferindo maior privacidade para ambos os ambientes, sem provocar tumulto, nem mesmo resíduos sólidos em uma reforma.

Este produto pode ser instalado em qualquer ambiente e fazer com que a divisão do espaço interno se torne harmoniosa, dentro da proposta de decoração escolhida pelos moradores.

Outro ambiente que pode ser necessário realizar uma reforma sem que seja preciso quebrar paredes, mas apenas passar por uma readaptação, são os quartos dos filhos.

Com a construção de uma divisoria de gesso, é possível oferecer, dentro de um mesmo cômodo, dois ambientes individuais, respeitando a passagem de ar, por meio de artifícios adaptados, como aparelhos de ar condicionado e janelas de abertura horizontal.

Muitos outros modelos de arquitetura se utilizam destes artifícios, com um material que está disponível a todos e que pode ser trabalhado de forma independente, sem prejudicar as estruturas prediais, conforme a necessidade de adaptação do espaço.