caixa d’água é um elemento indispensável em qualquer tipo de obra ou projeto, pois garante a potabilidade, o armazenamento e permite inspeções e manutenções e ainda supre o fornecimento do imóvel.

Fabricados em diferentes tipos de materiais, os reservatórios podem ter instalação super ou inferior com relação ao prédio. No caso de construções com altura relativamente baixa, geralmente, não é necessário utilizar reservatórios superiores.

Entretanto, edifícios mais altos costumam ter um sistema de abastecimento contando com os dois tipos de reservatórios de água em SP.

Principais tipos de caixa d’água

Antigamente as caixas d’água eram feitas predominantemente em fibrocimento, um material que contém amianto e que, por isso, foi proibido no Brasil. Desde então, outros materiais são utilizados, como:

  • Caixa d’água em polietileno;
  • Caixa d’água em aço inox;
  • Caixa d’água em poliéster reforçado com fibra de vidro;
  • Caixa d’água em concreto.

1. Caixa d’água em polietileno

O polietileno é o material mais popular na fabricação de caixa de agua na atualidade. O material é leve e flexível, com uma superfície lisa facilitando a limpeza.

Entretanto, é preciso bastante cuidado na instalação desse tipo de caixa d’água, porque elas demandam superfícies planas e horizontais, e devem ser furadas apenas nos locais indicados pelos fabricantes.

Outro ponto importante é que elas não devem ser submetidas a vibrações, o que impossibilita o uso de bombas, por exemplo.

2. Caixa d’água em aço inox

O aço inox é um material utilizado para a composição de reservatorio de água que possui grande resistência a impactos e alta durabilidade. Além disso, proporciona uma facilidade de limpeza ainda maior.

Dependendo do local de instalação da caixa d’água, outra vantagem observada pode ser o fornecimento de água com temperatura mais fresca.

3. Caixa d’água em poliéster reforçado com fibra de vidro

O uso de poliéster reforçado nos reservatórios de água possibilita a montagem no local, devido ao fato de as placas serem modulares. Trata-se de uma opção indicada para reservatórios de grandes capacidades, apesar de apresentar pouca resistência contra impactos.

A instalação também demanda conformidade com as instruções do fabricante, com relação ao posicionamento em superfície plana e horizontal, e a presença de furos apenas nos locais indicados.

Como vantagens desse tipo de caixa d’água é preciso citar o preço acessível, principalmente em comparação com os reservatórios de polietileno e aço inoxidável.

4. Caixa d’água em concreto

construção de caixa d água em concreto é recomendada diante da necessidade de reservatórios de alta capacidade, já que elas podem chegar a 5.000.000 de litros, armazenando a água a um baixo custo por metro quadrado.

Esse modelo é construído em sítios, chácaras, fazendas e até em residências, com estruturas projetadas para servirem como um reservatório de água.

Para isso, contam com armações em barras de aço e concreto armado, em que a impermeabilização é fundamental para a eficácia do sistema.

Como escolher a melhor caixa d’água para um projeto?

A escolha de uma caixa de água deve levar em conta aspectos relacionados à qualidade dos materiais, durabilidade das estruturas e, principalmente, a quantidade de pessoas abastecidas pelo reservatório.

Antes de comprar uma caixa d’água, é fundamental garantir que o utensílio irá cumprir as suas funções de armazenamento sem risco de contaminação e oferecendo a pressurização correta da água.

Com relação ao dimensionamento, recomenda-se a consultoria de profissionais especializados, arquitetos ou engenheiros, para consultoria durante o andamento das obras.

Transporte de líquidos

Já para o transporte de líquidos para atividades industriais ou da construção civil, como água, combustíveis ou materiais pulverulentos (que são substâncias em estado de pó), a carreta tanque combustível é o veículo empregado.

O transporte precisa ser feito de maneira segura, evitando riscos à saúde humana, meio ambiente e integridade das vias públicas. O caminhão tanque de combustível pode ter até três compartimentos, sendo que um é destinado à gasolina, o segundo para o álcool e o terceiro para o diesel.

Com relação à capacidade máxima,  pode chegar a 50 mil litros, com descarga demorando uma média de 15 minutos.

Como o transporte de carga apresenta riscos, está sujeito à legislações específicas, que garantem a tranquilidade do condutor e dos demais motoristas nas vias.