Na construção civil, uma das peças mais utilizadas para diversos tipos de estrutura é o bloco estrutural de concreto. Por ser um material muito importante e altamente aplicado, falaremos sobre ele neste artigo.

Mas o que é o bloco estrutural de concreto?

Esse bloco é feito com água, cimento e outros elementos específicos, como areia natural, pedriscos e areia industrial. Sua função é dar a base à obra, suportando pesos e dando formas específicas.

Após misturar todos os elementos, esse material passa pela máquina de bloco, que realiza a prensagem. Após isso, o bloco de concreto passa por uma cura, que retira toda a umidade da estrutura.

Após pronto, ele é aplicado na alvenaria estrutural, que não utiliza pilares, postes ou vigas, apenas paredes como a estrutura do local. Dessa forma, as paredes são erguidas em volta dos blocos.

Eles são essenciais para oferecer isolamento acústico e térmico às construções. Além disso, é nesse local onde se instalam os sistemas elétricos e hidráulicos.

Na verdade, esse tipo de material já era muito utilizado para piso intertravado de concreto. Porém, é uma novidade na construção estrutural de uma obra. Aliás, ele já é empregado na Europa há muito tempo, já que foi criado no começo do século XX.

Inclusive, para utilizar os blocos para alvenaria estrutural, é necessário seguir a NBR 6136, que traz todas as regulamentações necessárias para sua aplicação. Ela define características, classificações, dimensões e tamanhos estruturais necessários para cada tipo de bloco.

Segundo essa norma, os blocos precisam ser feitos de forma que sejam homogêneos e compactos. Assim, cada lote deve estar identificado corretamente. Além disso, os blocos precisam ter arestas vivas e fórmulas que não afetem a resistência e a durabilidade da construção.

Vantagens de utilizar bloco estrutural

Algumas das vantagens proporcionadas pela utilização desse material são:

  • Redução de etapas de construção;
  • Sustentabilidade;
  • Grande resistência;
  • Dimensões precisas;
  • Variedade de formatos e tamanhos.

Em primeiro lugar, a redução de etapas de construção se dá pela facilidade de aplicação e montagem com esses blocos. Assim, a otimização do trabalho é grande. Além disso, os blocos podem ser grandes, o que agiliza ainda mais a construção de uma parede.

Em segundo lugar, a sustentabilidade. Essa é uma mais principais vantagens de se utilizar esse material. Por ser um elemento reciclável, pode ser reutilizado ou, então, descartado de maneira ecologicamente correta, o que impede a produção de resíduos danosos ao meio ambiente.

A grande resistência desse material é outra vantagem que pode ser citada. Quando se compara o bloco de concreto com outros tipos, chega-se à conclusão de que o bloco de concreto é muito resistente.

Assim, a perda de material é quase nula, o que faz com que o entulho também diminua. Além disso, insetos também são evitados, como cupins, muito comuns em construções de madeira.

As dimensões precisas desse elemento também fazem com que a utilização seja ainda mais prática. Dessa forma, não é necessário aplicar revestimentos ou ter retrabalhos em razão de quebras. Isso proporciona economia com argamassa e outros materiais essenciais.

Por fim, os blocos de concreto possuem uma grande variedade de formatos e tamanhos. Isso faz com que eles possam ser utilizados em diversos tipos de obras, o que evita eventuais quebras e faz com que a montagem e a construção sejam mais rápidas e eficientes.

Os blocos também são divididos em classes. Os blocos de classe A são estruturais e os mais resistentes. Os de classe B também são estruturais, mas apenas para construções acima do nível do solo.

Os de classe C têm o mesmo objetivo, mas uma resistência menor. Já os de classe D são utilizados apenas para vedação.

Blocos de concreto de vedação

Além dos blocos utilizados para a estrutura de alvenaria, existem também os blocos concretos de vedação. Utilizados há mais tempo, esse material é aplicado na vedação de paredes e muros. Ao contrário do primeiro, sua resistência é baixa e necessita de pilares e vigas.

Conhecendo melhor os tipos de blocos, suas vantagens e formas de trabalho, é mais fácil escolher e planejar uma construção adequada. Assim, é necessário entender todos os pontos, desde custos até instalações, para que problemas como desgastes e desperdícios sejam evitados.

Além disso, conhecer mais especificamente os tipos de materiais também auxilia na contratação correta de mão de obra especializada.