No ramo da construção civil, a inserção de estacas metálicas auxiliou no processo expansivo das obras. Isso porque, além de fornecer melhores cravações das estruturas, também podem ser utilizadas para cargas e contenções.

Por isso, é importante conhecer melhor sobre esse utensílio que tem otimizado os cenários das construções. Acompanhe o artigo a seguir.

Estacas: importância e vantagens

Através das estacas, as construções e as calhas e rufos, independentemente da obra, têm sido aprimoradas. Através desse material, é possível cravar estruturas em terrenos com precisão e resistência, reduzindo de forma significativa qualquer indício de problemas futuros.

As estacas são cravadas no solo, com a junção de trilhos e outros elementos, garantindo estruturas duráveis e resistentes. Suas vantagens são várias, como, por exemplo:

  • São fáceis de serem transportadas;
  • Facilmente integradas na superestrutura;
  • Altamente resistentes à pressões, compressões e cortes;
  • Muito eficientes, até mesmo em solos com penetração difícil.

As estacas podem ser encontradas em diversos materiais, como, por exemplo, a madeira, concreto, aço e outros. Porém, a cravação de estacas metálicas é a mais recomendada, pois contém elementos resistentes e anticorrosivos, fator primordial em obras.

Além disso, possui furações profundas que possibilitam grandes estruturas, com amplo comprimento de obras.

Tipos de estacas

No segmento de estacas, existem diversos modelos que podem ser encontrados, em materiais diferentes. Além de fortalecer estruturas, são auxiliadores para a inserção de telhado embutido.

Por isso, é importante conhecer um pouco sobre cada material, assim como suas características e funcionalidades. Dessa forma, a escolha do material que mais combina com o propósito da obra, será feita de forma consciente e eficaz.

As estacas podem ser divididas em três segmentos: As estacas pré-moldadas, as estacas moldadas in loco e as estacas mistas.

Estacas pré-moldadas

As estacas pré moldadas, como o nome sugere, são estacas moldadas anteriormente à sua instalação. Nesse segmento, encontram-se as estacas viga de madeira, as estacas de concreto, as estacas megas e as estacas metálicas. Normalmente, as estacas de madeira são utilizados abaixo do nível d’água, obtendo as camadas mais resistentes do solo.

As estacas de concreto, possuem boa capacidade de carga e também são resistentes, costumam ser utilizadas  de formas horizontais e verticais. Já as estacas megas, são utilizadas na cravagem de reforços em fundações e estruturas. Ambas são indicadas para a restauração e recuperação de patologias em obras, sem precisar demolir construções.

As estacas metálicas são compostas de vários perfis laminados, assim como tubos e chapas (que podem variar de formato e seção), além de trilhos e soldas.

Esses materiais são altamente resistentes, principalmente à situações de corrosão e fogo. Além disso, podem ser utilizados como fortalecedores do condutor para calha que será instalado posteriormente.

Isso porque essas estacas recebem um tratamento anterior, podendo ser revestidas em aço, que muitas vezes é galvanizado (resistente e duradouro). Além disso, podem ser emendadas com facilidade, pois são resistentes à compressão e não existe a possibilidade de trincarem ou quebrarem.

Estacas in loco

Diferentemente das estacas pré-moldadas, que são preparadas anteriormente, as estacas in loco, como o nome sugere, são estacas produzidas no próprio lugar da obra.

São utilizadas como soluções emergenciais, que podem ser feitas de concreto, broca, hélice e outras. Para algumas obras, as estacas in loco são suficientes fortalecedoras de vigas de madeira para telhado preço variável.

Para outras, não. Por isso, é preciso uma análise prévia por profissionais especializados, a fim de decidir qual material é o mais indicado para determinada obra.

Avaliação profissional

Na hora de optar pela estaca ideal, é importante avaliar o propósito da obra, assim como o material em que as estacas serão fabricadas. Afinal, somente dessa forma é possível ter o controle e balanceamento de peso e dimensão.

Além disso, é preciso que especialistas realizem análises topográficas (do espaço e do solo) a fim de descobrir qual é o solo em que serão utilizadas as estacas. Após a análise topográfica, é possível ter clareza sobre qual modelo optar sem preocupação.

Assim, pode-se concluir, que as estacas são elementos fundamentais em obras e construções. A partir delas, estruturas inteiras são sustentadas.

Além disso, são as estacas que asseguram a resistência de uma construção, demonstrando se o material utilizado será o bastante ou não. Por isso, é preciso cautela na hora de optar por esse material, assim como análise técnica e ajuda profissional.

As estacas podem ser encontradas em empresas especializadas, em diversos materiais e formatos. Podem ser personalizadas e fabricadas de acordo com o intuito de cada obra, gerando bem-estar e possibilidade de escolha.